Evangélicos Mobilizam-se Contra a Pobreza

O Desafio MIQUEIAS promoveu um conjunto de iniciativas que mobilizou mais de 5.000 pessoas contra a pobreza. Esta actividade insere-se na campanha “Levanta-te e Actua!” da qual o Desafio MIQUEIAS é um dos quatro promotores juntamente com a pobrezazero, oikos e objectivo 2015.

De Fafe a Olhão, mais de cinco mil evangélicos levantaram-se para orar a Deus a favor das comunidades pobres e socialmente excluídas e assumiram o compromisso de agir localmente a favor dos mais carenciados.

Um jogo de futebol multi-étnico com atletas oriundos de famílias carenciadas e naturais da Índia, Guiné-Bissau, Angola e Portugal decorreu em Lisboa. Em Carcavelos, 900 crianças pobres escreveram mensagens de esperança para as suas famílias e por todo o pais igrejas evangélicas dedicaram os seus cultos de Domingo à problemática da pobreza e mobilizaram os fieis para o combate a este flagelo social.

A pessoa mais velha a envolver-se nesta iniciativa contabiliza 100 anos de idade.

O Desafio MIQUEIAS é uma campanha internacional para mobilizar os cristãos a favor das comunidades pobres e socialmente excluídas e para influenciar os líderes das nações a cumprirem as promessas públicas de forma a reduzir a pobreza extrema para metade e alcançar os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio.

Na última semana o Desafio MIQUEIAS lançou várias campanhas de sensibilização contra a pobreza e dirigidas a públicos diversificados. “8 Dias para Mudar o Mundo” foi uma iniciativa direccionada para os cristãos e que envolveu cerca de 1.000 organizações e igrejas evangélicas que durante 8 dias colocaram os pobres na sua agenda. “A Batata Quente” foi lançada no dia 14 de Outubro e traduz-se numa campanha publicitária de 30 segundos que passa diariamente em todos os canais da RTP e da SIC, nos painéis MOV do Metro de Lisboa, nas rádios do grupo Renascença e que para a semana chega a todas as salas de cinema. “A pobreza é uma batata quente que andamos a passar de uns para os outros, menos a quem precisa” é a mensagem que esta campanha pretende passar. Uma Carta Aberta Contra a Pobreza foi subscrita por 271 entidades e entregue na Residência Oificial do Primeiro-Ministro e a todos os Grupos Parlamentares, com reuniões a ocorrerem com todos os partidos com assento na Assembleia da República propondo medidas para reduzir a pobreza em Portugal.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s