Paulo, o servo

“Paulo, servo de Jesus Cristo, chamado para apóstolo, separado para o evangelho de Deus (…)” (Romanos 1:1a)

O grande apóstolo dos gentios, Paulo, apresenta-se na introdução da sua epístola aos cristãos da cidade de Roma, a capital do grande império, desta forma exemplar.

Antes de mais, identifica-se como “servo”, que significa escravo (gr. doulos) de Jesus Cristo. O termo doulos enfatiza a ideia de escravidão, de pertencer a outra pessoa. Só depois menciona a sua função apostólica no corpo de Cristo, e ainda assim faz questão de referir que foi “chamado” para tal ministério e responsabilidade. E continua sem perder de vista qual é o seu alvo: ser um obreiro da mensagem das boas novas (evangelho) de Deus, esclarecendo que para tal foi separado.

Seria bom que todos os cristãos tivessem uma atitude idêntica. Por um lado humildade, alinhados com o exemplo de Cristo, e por outro a noção de que somos chamados por Ele para o desempenho de uma tarefa, não é decisão nossa. Por fim, nunca perder de vista que o nosso alvo é sempre a proclamação do “evangelho de Deus”, isto é, trazer às pessoas as boas notícias do amor do Pai.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s