Chamada para servir

Máquina de amar

A todas as mulheres, no Dia Internacional da Mulher

As mãos em forma de prece
olhos rasos de atenções
rosto arredondado pelas noites
de cuidados maternais
e a boca seca de engolir

nau catrineta da esperança
que desfralda velas mesmo em terra
e lança a âncora no mar alto
do desespero

pássaro que voa de madrugada
pela cidade do medo
solitário como a oração do justo
mulher que se dá como a fonte
e faz acontecer a vida dentro

máquina de amar
que suspira
chora
grita
ri
e respira entre dois momentos
como uma pausa musical

não só a beleza
a coragem tem um nome
a força também:
Mulher.

Março de 2008
Brissos Lino

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Nuvem de etiquetas

%d bloggers like this: