Deus e a Mulher

Ainda a propósito do Dia Internacional da Mulher, e ao contrário do que se pensa, o cristianismo fez mais até hoje pela dignificação da Mulher do que qualquer filosofia, ideologia política ou movimento cívico.

Falo do verdadeiro cristianismo. Olhe-se para o exemplo do próprio Jesus Cristo. Não teve problemas em conversar a sós com a Samaritana, em relacionar-se com Maria Madalena e muitas outras mulheres, como Marta e Maria, irmãs de Lázaro, ou em tratar as mulheres em pé de igualdade com os homens.

Embora sujeito ao enquadramento cultural e religioso da época (razão porque só chamou homens para seus discípulos mais chegados), sempre deu sinal de respeito pela condição feminina. Pelo facto de se sentar à mesa com publicanos e pecadores chamaram-lhe “comilão” e “beberrão”, entre outros mimos. Que diriam se o Mestre tem chamado homens e mulheres para partilharem o colégio apostólico, deixarem tudo e andarem juntos de terra em terra…

O Apóstolo Paulo, interpretando a essência do Evangelho, escreveu mais tarde que Deus em Cristo derrubou todas as barreiras de separação no seio da humanidade, erguidas pelos próprios seres humanos, incluindo a barreira sexual. Deixou assim bem claro que Deus não faz discriminação entre homens e mulheres. Deus não discrimina ninguém. Mas com alguns cristãos e igrejas já não é bem assim…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s