Britânicos querem encontrar-se com Jesus Cristo


Segundo os jornais, se os britânicos pudessem viajar no tempo e encontrar-se com pessoas já mortas, a primeira escolha seria Jesus Cristo, seguindo-se a princesa Diana, falecida em 1997, surgindo em terceiro lugar o dramaturgo William Shakespeare. Personalidades políticas, só mesmo Luther King, que era pastor e activista dos direitos cívicos.

Estas conclusões resultam de uma sondagem divulgada anteontem pelo The Daily Telegraph, que inquiriu três mil britânicos sobre figuras do passado, que gostariam de conhecer, assim como as épocas históricas da Grã-Bretanha que mais gostariam de visitar.

No aspecto das viagens no tempo, a Inglaterra vitoriana, por larga maioria, surge como o “destino” preferido dos inquiridos, encontrando-se em segundo lugar a Grã-Bretanha do pós II-Guerra Mundial.

De regresso às personalidades mais populares entre os britânicos, muitas delas ícones da cultura popular contemporânea, Albert Einstein surge em quarto lugar, logo a seguir ao autor de Romeu e Julieta e Othello; por sua vez, o autor da teoria da relatividade tem a seu lado, em quinto lugar, Marilyn Monroe, a actriz de Os Homens Preferem as Louras e de O Pecado Mora ao Lado.

Além de Einstein, outro nome das ciências e do conhecimento, Leonardo da Vinci, o renascentista italiano – pintor, arquitecto, inventor e matemático – surge em sexto lugar. Imediatamente a seguir, nada mais, nada menos do que “o Rei” Elvis Presley, seria também alguém que os britânicos gostariam de conhecer em pessoa.

Em oitavo lugar, aparece o nome de Roald Dahl, um dos mais famosos escritores de literatura infantil na Grã-Bretanha, além de autor de outras obras, em que se conta ficção e teatro. Filho de pais noruegueses radicados no País de Gales, Dahl, que faleceu em 1990, foi ainda um dos ases da aviação britânica na II Guerra Mundial.

Os britânicos gostariam ainda de conhecer o vocalista da popular banda Queen, Freddie Mercury, falecido em 1991, que surge em nono lugar.

Única personalidade eminentemente política apreciada pelos britânicos é o activista dos direitos da comunidade negra americana, Martin Luther King, assassinado em 1968, a encerrar a lista em décimo lugar.

Fonte: DN, 9/6/09.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s