Chamada para servir

pedro-eangelizando

 

«E, ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração, e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, homens irmãos?» (Atos 2:37).

A proclamação do Evangelho implica sempre uma resposta por parte de quem ouve.

Ao escutar atentamente o discurso de Pedro, a multidão diversa e indistinta que o ouvia, na sequência do fenómeno pentecostal por eles presenciado, deixou que a Palavra proclamada descesse ao seu coração e provocasse impacto (“compungiram-se”). Acto contínuo pediram orientação.

Quando a Palavra de Deus desce ao coração exige uma resposta de imediato. Trata-se da acção natural que se segue à tomada de consciência do indivíduo quando confrontado pelo Evangelho.

A resposta de Pedro foi também imediata, indicando-lhes o caminho do arrependimento, do baptismo, da presença do Espírito Santo (38-39) e exortando-os (40).

A resposta à pregação foi imediata, positiva e espontânea. Mas nem sempre assim acontece. Sim, não, talvez, ainda não, não sei, são algumas das respostas possíveis, mas elas sempre se acabam por verificar, de forma explícita ou implícita.

A resposta sábia é a dos ouvintes de Pedro: “Que faremos?” E quando a pergunta é sincera Deus tem sempre o caminho aberto para agir na vida da pessoa.

B. L.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Nuvem de etiquetas

%d bloggers like this: