Chamada para servir

A fidelidade de Cristo

transferir

 

“Porque lhes dei as palavras que tu me deste; e eles as receberam, e têm verdadeiramente conhecido que saí de ti, e creram que me enviaste.” (João 17:8)

 

Quando falamos da vida e obra de Cristo tendemos a sublinhar a Sua entrega, amor sacrificial e poder. Todavia quero sublinhar aqui um outro aspecto habitualmente menos focado: a Sua fidelidade.

Com efeito, na chamada oração sacerdotal ou intercessória que fez ao Pai e vem relatada pelo Evangelista João (cap. 17), o Mestre sublinha a Sua fidelidade ao Pai na qualidade de Seu enviado.

Jesus nunca se deixou impressionar com a reacção popular às abundantes manifestações da Sua sabedoria e poder. Ou com questões de popularidade pessoal. Sempre remeteu as honras e a essência da Sua mensagem para o Pai (de quem era enviado, mensageiro), permanecendo fiel ao mandato recebido nos céus.

As palavras que recebeu do Pai foram exactamente as mesmas que, depois, veio a entregar aos homens. Deu. Entregou. Não atirou em rosto como pedras. Apenas entregou.

Espera-se dos cristãos comprometidos com Cristo e a Sua Igreja que façam o mesmo ainda hoje. Entregar a Palavra de igual modo como a recebemos. E ao mesmo preço: “De graça recebestes, de graça dai.” (Mateus 10:8b).

B.L.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Nuvem de etiquetas

%d bloggers like this: