Do Estado Islâmico à Jerusalém restaurada, passando por bruxas e princesas

Ei-Man_Jubileu_A4

Na quinta-feira, reunião mensal do Ei-Man! (Ministério de Homens) falou-se sobre o tema “Considerações sobre o denominado Estado Islâmico, numa perspectiva cristã”. O que está por detrás do EI/ISIL, o que diz a Bíblia e que lições podemos retirar dos actuais acontecimentos?

Na sexta-feira, reunião mensal do Ministério de Mulheres (Esta Noite Branca) abordou-se o tema: “Bruxas ou princesas?” Quando a mulher se sente princesa ou “bruxa” e perspectivou-se uma abordagem bíblica ao tema.

 

Neste domingo concluiu-se a série de seis estudos bíblicos sobre o tema “Levantemo-nos e edifiquemos!”, baseado nos livros bíblicos de Neemias e Esdras. Desta vez destacou-se a povoação de Jerusalém. Com o templo reconstruído, os muros e as portas faltavam agora as pessoas. Havia que repovoar Jerusalém, depois da desolação. O Templo, os muros e as portas não servem para muito quando não há pessoas, que são a alma de qualquer iniciativa nos planos de Deus. Deus ama as pessoas. Do mesmo modo a nossa vida têm que estar povoada por pessoas. Procuremos a comunhão, não o isolamento.

Foi depois de povoar Jerusalém que se inaugurou a obra da reconstrução das muralhas da cidade. Para esta ocasião, Neemias designou dois grandes coros de agradecimento, bem como cortejos para percorrer a muralha em direcções opostas, e todos se reuniram no Templo para oferecer sacrifícios. Além disso, designaram-se homens como encarregados das contribuições para os sacerdotes e os levitas. Tudo isto foi feito num ambiente de alegria contagiante (43). O nosso culto ao Senhor deve ser feito com verdadeira alegria. A restauração espiritual traz consigo alegria contagiante.

Cerca de 12 anos depois, no 32.° ano de Artaxerxes, Neemias partiu de Jerusalém. Quando retornou, encontrou condições deploráveis entre os judeus. Eliasibe, o sumo-sacerdote, fizera no pátio do templo um refeitório para ser usado por Tobias, o mesmo que antes se opusera à obra de reconstrução da cidade. Mas Neemias agiu de imediato. Lançou fora do refeitório toda a mobília de Tobias e mandou que o refeitório fosse purificado (13:4-9). Restaurou o culto ao Senhor, purificando o sábado (15-22) e o sacerdócio (28-31).

Assim como a reconstrução de Neemias foi física, social, administrativa, moral, religiosa e espiritual, também a nossa renovação pessoal passa por todas as áreas da vida. O ser humano é um todo. Nada deve ficar de fora, mas sim ser submetido a Cristo:

“Porque, andando na carne, não militamos segundo a carne. Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas sim poderosas em Deus para destruição das fortalezas; Destruindo os conselhos, e toda a altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo o entendimento à obediência de Cristo” (2 Coríntios 10:3-5).

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s