Chamada para servir

Sobre a Fé

 

Infelizmente existe hoje muita confusão neste tema. Fé, crenças e superstições são coisas muito diferentes, mas que tantas vezes são confundidas, até mesmo nos meios cristãos.

No primeiro estudo bíblico desta série falámos sobre Fé e Obras. Que relação existe entre ambas as coisas? Obras da lei, obras da Fé, obras da carne e obras mortas.

Na segunda reflexão debruçámo-nos sobre as definições de Crença e de Superstição, sobre a fé não ser um negócio com Deus nem feito em Seu nome, sobre a importância da boa consciência associada à fé, e sobretudo sobre a fé para andar “no Espírito” e não “na carne”.

Concluímos ontem analisando, à luz da Palavra, sobre qual é a fé pela qual Deus opera: a do necessitado? do pregador, da igreja? de outros? Revisitámos assim os casos de Naamã (2 Reis 5), do paralítico (Marcos 2:1-5), dos dez leprosos (Lucas 17:11-14), da oração por enfermos na igreja (Tiago 5:14-15), e do cego de Jericó (Lucas 18:40-42).

E qual será então o propósito da intervenção sobrenatural de Deus na vida das pessoas?

  1. Exercer misericórdia e compaixão pelo sofrimento (Mateus 14:13-14: “E Jesus, ouvindo isto, retirou-se dali num barco, para um lugar deserto, apartado; e, sabendo-o o povo, seguiu-o a pé desde as cidades. E, Jesus, saindo, viu uma grande multidão, e possuído de íntima compaixão para com ela, curou os seus enfermos”). E o que é “compaixão”? Impossibilidade de ficar indiferente ao sofrimento alheio; ou, foco no alívio da dor e do sofrimento alheios.
  2. Exprimir a sua Graça (Mateus 10:8: “Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça dai). Tudo acontece pela Graça de Deus, por meio da fé.
  3. Manifestar a Sua glória (através das Suas obras) (João 9:1-3: “E, passando Jesus, viu um homem cego de nascença. E os seus discípulos lhe perguntaram, dizendo: Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego? Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus”).

O propósito de Deus é que possamos crescer à imagem de Jesus Cristo, andando em fé, cientes da Sua Graça, para louvor da Sua glória e manifestando compaixão a todos os homens.

Fé não é uma crença e ainda menos uma superstição, uma tradição ou uma forma de religiosidade. Fé é o que a Bíblia diz que é: “Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem” (Hebreus 11:1).

E há uma promessa: “Disse-lhe Jesus: Não te hei dito que, se creres, verás a glória de Deus?” (João 11:40). Apenas crê!…

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Nuvem de etiquetas

%d bloggers like this: