Chamada para servir

Cada sermão é único

preg

 

 

“A fé é pelo ouvir” (Romanos 10:17).

 

Nada substitui a pregação/ensino da Palavra nas comunidades locais de fé. Nem os livros e revistas de edificação cristã, nem vídeos, nem internet, nem tão sequer os serviços religiosos transmitidos por televisão e rádio, porque lhes falta, a todos eles, desde logo, um factor fundamental: a interacção comunitária e o sentido de destino comum.

Mas não só.

De facto, há na explanação da Palavra de Deus, feita de viva voz e perante uma assistência reunida, qualquer coisa de único, que nenhuma técnica ou método pode substituir.

Li um dia um autor de homilética que afirmava ser o sermão constituído por dois elementos fundamentais: a verdade e a personalidade. Acima de tudo a verdade espiritual que está a ser proclamada, com base nas Escrituras, mas também a personalidade do pregador. Da reunião destes dois elementos resulta o sermão.

A Verdade proclamada é eterna e imutável. É espírito e vida. São palavras de vida eterna.

Entretanto, é a personalidade do pregador que faz de cada sermão uma peça única, como no trabalho dum artesão.

O sermão é, assim, sempre diferente, embora a verdade proclamada seja a mesma e não mude. Mas os pregadores mudam, de dia para dia, de momento para momento, além de que são todos diferentes entre si. Por isso podemos ouvir quinhentos sermões sobre o cego de Jericó e nenhum deles é igual ao outro, na interpretação, nas ênfases, nos exemplos e ilustrações, nos desafios, nas aplicações, em tudo.

Além disso o próprio receptor da mensagem também muda, de modo que a explanação dum mesmo texto bíblico ou temática produzirá nele um efeito sempre diferente, de acordo com a sua sensibilidade ou necessidade específica do momento.

Tinha um amigo pianista que era exímio em tocar pequenas peças improvisadas no momento. Dizia que a improvisação é a arte do efémero, pois nunca mais se ouviria uma peça exactamente igual. O sermão é também uma peça única e irrepetível.

Depois há também o contacto psicológico entre pregador e ouvintes. Nada substitui essa realidade, que faz do sermão in loco algo único e insubstituível.

 

JB-L

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Nuvem de etiquetas

%d bloggers like this: